Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Whatsapp




Arroz Carreteiro: dicas sobre como preparar esse clássico da cultura nacional.

História

O Arroz Carreteiro é um dos principais pratos da região sul do país, se destacando pelo seu sabor formado a partir de uma mistura inconfundível de ingredientes. Confira com a gente um pouco da história desse prato típico brasileiro e algumas dicas de como preparar o arroz carreteiro perfeito!

Este prato surgiu como, acima de tudo, uma receita de viagem. Os homens que cruzavam os pampas do sul do país em carretas puxadas por bois eram conhecidos como “carreteiros”, responsáveis por levar cargas pesadas por longos trajetos. Devido a essas viagens, era necessário que eles carregassem um alimento que fosse prático de se preparar, nutritivo e durável, mesmo após semanas de viagem. Como haviam poucos paradouros, era essencial que fosse uma comida capaz de repor as energias de um homem adulto mas sem uma alta complexidade de preparo.

Para tal, os gaúchos se apropriaram do charque, carne bovina cortada, salgada e seca ao sol, extremamente abundante e barata na região, para preparar um guisado com arroz que era extremamente fácil de se preparar na panela de ferro e que podia alimentá-los por longos períodos sem estragar, utilizando basicamente ingredientes simples e temperos como cebola e cheiro-verde. O arroz carreteiro passou a também ter uma função social durante este período, visto que os carreteiros que viajavam em caravanas costumavam parar em pontos específicos e formar um círculo entre todos os membros onde o arroz poderia ser preparado com segurança e na presença, formando uma refeição em grupo.

Por se tratar de um prato extremamente prático e saboroso, rapidamente ele se difundiu para o país e se tornou símbolo não só da cultura sulista como também da culinária nacional, produzindo diversas variações em outras regiões do país onde outras carnes foram incorporadas, assim como novos temperos. De qualquer forma, um aspecto se mantém em comum entre todas as receitas: o arroz carreteiro é fácil de se preparar, delicioso e uma excelente refeição para toda a família.

Dicas

  • Para se ater a tradição, é importante utilizar o charque para dar o tom principal da receita. Uma dica importante é: não esqueça de preparar a carne do charque para tirar o seu sabor forte! Isso é essencial para a receita ficar equilibrada e com um sabor agradável.
  • Quanto mais maturado está o charque, mais forte é o seu sabor então uma boa dica para suavizá-lo é fervê-lo: caso queira suavizar ainda mais o sabor, basta ferver em mais água quente.
  • Panela de ferro: Assim como nas receitas originais, a utilização da panela de ferro é essencial para o cozimento do arroz e preparação da carne. Tenha preferência por panelas largas e rasas.
  • Sal: O sol do carreteiro deve sempre ser adicionado apenas no final e após sucessivas provas, visto que tanto a carne quanto outros ingredientes já são salgados.
  • Churrasco: As receitas mais modernas recomendam utilizar as sobras de carnes de churrasco para elaborar um delicioso arroz carreteiro. Essa é uma excelente dica para quem busca diversificar e aproveitar todas as nuances da receita.
  • Uma excelente sugestão para realçar o sabor da carne, para os que gostam do charque, é cozinhar o arroz em banha de charque ao invés de azeite ao óleo. Dessa forma você se aproxima ainda mais do modo de preparo original dos pampas gaúchos!

Comente abaixo!

Comente abaixo!



Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Whatsapp




VEJA ESSE CONTEÚDO ESCOLHIDO PARA VOCÊ: